Por Alice Beyer Schuch

Open Source Circular Economy days #OSCEdays é uma rede global de especialistas que visa discutir os desafios globais e desenvolver práticas e dinâmicas no contexto da economia circular através de um modelo de inovação aberta e colaboração. Em seu lançamento, em 2015, houve a participação simultânea de mais de 33 cidades em mais de 20 países. Na ocasião, fui convidada a apresentar minha pesquisa em reciclagem química de algodão e celulose, no desafio “Circular Textile” em Berlim, como alternativa ao descarte têxtil.

Um ano depois, em 2016, o evento #OSCEdays contou com a participação de mais de 70 cidades em 35 países! Agora, como co-organizadora do desafio “Circular Textile” em Berlim, junto com nomes reconhecidos como Ina Budde e Mayya Saliba, elaboramos 2 dias de atividades e debates internacionais, com a participação de interessados e especialistas, políticos e estudantes. O desafio contou com o suporte mais que especial de inovadores como Elin Larsson – diretora de sustentabilidade de Filippa K da Suécia; Martijn van Strien – fundador de Post-Couture Collective, Gwen Cunningham – líder do Circle Textiles Program de Circle Economy, e Susanne van Berkum – especialista em reciclagem de poliéster da Ioniqa da Holanda, Gema Gómez – fundadora da plataforma Slow Fashion Next da Espanha, e Dr. Kirsi Niinimaki do Programa Trash-2-Cash da Finlândia.

Além do OSCEdays em Berlim, também tive a oportunidade de colaborar com o #OSCEdays Rio de Janeiro, trazendo um pouco de #ModaCircular e suas facetas ao mercado nacional. O evento no Rio de Janeiro, que aconteceu pela 1a vez no Brasil, foi idealizado por Beatriz Luz, fundadora da Exchange4Change Brasil plataforma de troca de conhecimento global que visa impulsionar a economia circular no Brasil e que também faz parte desta rede global. O evento contou com o apoio do SISTEMA SENAI/FIRJAN e da ABEDESIGN e permitiu a troca de conhecimento com 5 países (Holanda, Inglaterra, Colômbia, África do Sul e Alemanha – com a minha participação). Além disso, o evento uniu vários colaboradores locais como agencia de design RedBandana, as consultorias ambientais AR Ambiental e Instituto Superarte e ainda o Museu do Amanhã e o Instituto Europeu de Design que unidos contribuíram para colocar o Rio de Janeiro e o Brasil junto a outras 75 cidades neste ambiente global de discussão. Essa oportunidade de conexão contribuiu para uma rica troca de conhecimento e aprendizado, o que levou a FIRJAN a me convidar para dar continuidade as discussões sobre as oportunidades da economia circular no setor da Moda de forma mais prática e direta no evento Giro Moda, que ocorreu no mês de outubro no Rio de Janeiro – ampliando horizontes, reduzindo distancias…

Giro Moda - Segunda Temporada 2016

Agradeço, em nome da ES-fashion, a oportunidade de trazer novas perspectivas ao mercado brasileiro, mostrando a MODA pelo viés da economia circular. E encerro parabenizando o pioneirismo da Exchange 4 Change Brasil e da Redbandana, pela criação do Manifesto de Design para a Economia Circular – que foi inspirado pelo debate com a empresa britânica Forum for the Future.

São ações colaborativas como estas que impulsionam as discussões sobre economia circular no nosso país, mostrando a relevância, dinâmica e amplitude deste assunto.

Espero seguir contribuindo e fazendo parte deste movimento tão necessário!

***

Alice Beyer Schuch é brasileira e mora na Alemanha. Mestre em Sustentabilidade na Moda pela Universidade Internacional Esmod de Berlin, Alice busca promover a troca de conhecimento entre seus dois mundos através de seu trabalho de consultoria em sustentabilidade & moda circular na Europa, com Cirkla Modo, e no Brasil, aqui pela ES-fashion.

*Foto: Vinicus/Firjan durante Giro Moda

 

Anúncios